Domina a arte da produtividade

Dominar a produtividade
Dominar a produtividade

Como podes dominar a arte da produtividade, otimizando as tuas horas de trabalho, com apenas uma pergunta chave.

Aumentar a produtividade é um dos pontos altos do empreendedorismo. Toda a gente sabe isto, certo? Aliás, não é segredo nenhum que todos nós gostaríamos de optimizar as nossas horas de trabalho, de forma a produzir mais resultados.

No entanto, nem todos dominam esta arte.

Há algum tempo atrás, devo confessar-te que passava a maior parte do meu tempo com tarefas que não me traziam grande rentabilidade e depois não tinha tempo para aquelas que realmente iam trazer resultados ao meu negócio.

E isto acontecia porque muitas vezes não sabia a diferença entre umas e outras… aliás, tudo me parecia importante e urgente… e até inadiável. Conheces a sensação? Não sei a tua opinião, mas eu ficava deveras frustrada…

Até que um dia, quando vagueava pela internet, tropecei num artigo que dizia que a maior parte das pessoas não conseguem ser produtivas mais de 3 horas por dia.

O resultado deste estudo, realizado no Reino Unido, deixou cair uma verdadeira bomba sobre aquilo que se pensava sobre este assunto. Segundo este estudo, a informação apurada é que das 8 horas de trabalho diário a produtividade é em média apenas duas horas e 53 minutos por dia.

Como empreendedores também fazemos parte desta média. Aliás, segundo a ciência neurológica, a mente humana não consegue manter-se focada durante muito tempo.

Assim sendo, é de extrema importância para qualquer pessoa empreendedora saber quais as tarefas que deve executar de forma a aumentar a sua produtividade.

Então, a primeira coisa a fazer é definir bem o significado de produtividade. E produtividade quer dizer apenas uma coisa:

– Um conjunto de actividades que produzem rendimento!

E não sou só eu que o digo. Esta é também a opinião de vários especialistas a nível mundial.

Não são as tarefas de preparação, o tempo de estudo sobre uma ou várias matérias ou os livros que lemos que geram produtividade. E isto não quer dizer que estas tarefas não sejam importantes… pelo contrário. São essenciais para que possamos exercer a nossa actividade principal com profissionalismo e, por essa razão, são chamadas de actividades pré-rendimento.

A partir daqui é necessário colocar em prática todo o conhecimento adquirido nas actividades que realmente produzem rendimento.

Assim sendo, se também desejas aumentar a tua produtividade, a primeira coisa que te peço é que definas muito bem o teu objectivo. E para isso, peço-te que anotes num bloco de notas a resposta a estas perguntas:

– Qual o valor que desejas ganhar por mês?

– Qual o valor que cobras à hora? Ou qual desejas vir a cobrar?

Se ainda não o definiste, define agora. Faz uma pausa neste artigo, pensa um pouco sobre este assunto e escreve a resposta.

Se já definiste, faz esta pergunta-chave a ti próprio:

– A actividade que realizo atualmente está de acordo com o meu objectivo?

Se a tua resposta for “Não”, então deverás redefinir a tua lista de tarefas e dar prioridade àquelas que estão de acordo com o teu objetivo.

Quando tomei consciência que o que estava a fazer não me estava a levar a lugar algum e muito menos tinha o poder de me fazer alcançar o que mais desejava, comecei a perguntar isto a mim mesma sempre que iniciava uma determinada tarefa e, se a resposta fosse “não”, percorria a lista de tarefas inteira, até encontrar aquela que me podia proporcionar os resultados que desejava.

Esta é a razão pela qual as pessoas de maior sucesso focam a sua atenção e energia nas actividades mais produtivas.

Senão, imagina o seguinte:

Muitas vezes passamos boa parte do dia do nosso trabalho a “apagar incêndios”, ao invés de fazer apenas as coisas que são necessárias para o desenvolvimento do nosso negócio.

Outras vezes perdemo-nos na maré de e-mails, telefonemas incessantes, reuniões improdutivas e boa parte do dia desaparece, esgotando, também, a nossa motivação e a nossa energia. Depois, chegamos ao final do dia exaustos e com a péssima sensação de que não cumprimos bem a nossa missão. E, o pior, é que sentimo-nos desanimados para encarar o dia seguinte.

Parece-te familiar?

Se sim, é importante planeares o teu dia e começá-lo com entusiasmo, com produtividade, metas, com objetivos. Para que isso aconteça, a melhor forma é focares a tua atenção e energia nas actividades mais produtivas.

E, a melhor forma de o fazeres, é olhares para a tua lista de tarefas e dares prioridade àquelas que te podem proporcionar os resultados que desejas. Nessa altura, vais chegar ao final do dia de consciência tranquila, com a sensação de dever cumprido e pronto para novas tarefas e desafios que te inspirem e te levem até ao próximo nível.

Fala comigo no messenger.
Vou adorar saber o que fazer e o que te falta para dares aquele passo em frente e elevares o teu negócio até ao próximo nível.

Subscreve Para Receberes Conteúdos Fantásticos no Teu Email

 

 

O conteúdo Domina a arte da produtividade aparece primeiro em Monica N Vicente.