5 Passos Para Acreditares Mais em Ti e nas Tuas Capacidades

Segue Estes 5 Passos Para Acreditares Mais em Ti e nas Tuas Capacidades
Segue Estes 5 Passos Para Acreditares Mais em Ti e nas Tuas Capacidades

Uma pergunta que ouço com frequencia, é: “Como posso acreditar mais em mim e nas minhas capacidades”?

Há alturas na vida em que deixamos de acreditar em nós e que tudo vai dar certo… se estás a passar por esse momento, acredita que não estás sozinho.

E essas alturas podem durar dias… semanas… meses… anos… enfim, ás vezes parece uma eternidade.

Eu própria já tive momentos desses… já duvidei de mim e das minhas capacidades… acredita, e não conheço ninguém que não tenha passado por isso… até os maiores gurus, as pessoas mais bem-sucedidas, já admitiram por diversas vezes, momentos em que perderam a fé em si próprios, nos seus sonhos, nos seus projetos.

E está tudo bem!

O mais importante, quando isto acontece, é sabermos como podemos reavivar as nossas crenças, em nós mesmos? Em voltar a acreditar.

E hoje vou deixar-te aqui 5 estratégias, que eu própria uso – e que fizeram milagres na minha vida:

  1. Obter impulso inicial (Momentum)

Ok, ok… neste momento deves estar a pensar: “obrigada Monica. Eu não tenho nenhum impulso inicial, nenhum Momentum… é por isso que deixei de acreditar em mim”.

Tudo bem! Eu sei!

E é por isso, que tens que parar um pouco e lembraste de todas as tuas vitórias, das tuas pequenas conquistas.

São estas que vão servir de impulsionador nos momentos menos bons, nos momentos em que estás mais em baixo…

Todos nós acumulamos, ao longo da nossa vida… e são essas pequenas vitórias que te vão dar aquela confiança, que necessitas, para conquistas maiores. Para passares ao próximo nível.

Então, procura alcançar, pelo menos, três objetivos por dia (por muito pequenos que achas que são).

Neste momento, o mais importante não é fazer com que esses pequenos objetivos mudem muito a tua vida, ou te façam alcançar grandes feitos, mas sim colocar-te de novo em movimento…

E são essas pequenas vitórias, aquele pequeno extra de dopamina (A dopamina é um dos neurotransmissores mais famosos do nosso sistema nervoso. E a sua função principal é ativar os circuitos de recompensa do cérebro)que te vai dizer para seguires em frente.

Então, define quais é que seria esses pequenos passos que podias dar para atingires pequenos momentos de recompensa… e depois continua e multiplica esses momentos.

Acreditar, é mais simples do que parece. Ás vezes, basta dar e receber um “bom dia” das pessoas que gostas, basta um almoço ou um lanche com amigos, uma conversa com quem te impulsione e que acredite em ti, ou mesmo ir ao ginásio… Passos simples que te colocam em movimento!

Ao começares a ser bem-sucedido no cumprimento desses pequenos objetivos, começarás a sentir-te melhor contigo próprio, a ganhar mais confiança… nessa altura vais-te sentir pronto(a) para começares a trabalhar com metas maiores.

Mas não faças isto apenas um ou dois dias e depois decides colocar-te em frente da televisão a ver maratonas das séries da FOX ou AXN… não! Por favor, coloca-te em movimento todos os dias e supera-te a cada dia que passa.

  1. Integra as tuas vitórias na tua identidade

Ninguém nasce a pensar que não acredita em si ou nas próprias capacidades. Ninguém!

A maior parte das vezes, é o ambiente em que crescemos e onde permanecemos que faz com que isto aconteça…

Nas minhas sessões de Coaching, já ouvi, várias vezes, as pessoas dizerem-me “sim, consegui isto e aquilo, mas a maior parte das vezes, não consigo… e esta é quem eu sou… sou azarado ou azarada…”

Não, não, não!

Os acontecimentos da tua vida, não ditam quem és! Nunca!

É importante, ou melhor, é mesmo urgente, que não te esqueças de quem és!

Eu sei que isto parece um cliché, mas é a mais pura verdade!

Integra todas as tuas vitórias, todas as tuas conquistas… as que já acumulaste e as que vieres a acumular, na tua identidade.

Tira vários momentos do teu dia, da tua semana, do teu mês, para apreciares o que fazes, as tuas conquistas, as tuas vitórias… e dá crédito a ti mesmo, agradece, mesmo, por qualquer apoio que recebas dos outros (caso seja esse o caso).

O que se passa é que a, maior parte das vezes, preferimos acreditar no contrário, preferimos acreditar que tivemos um “golpe de sorte” e que “não somos as nossas vitórias”, mas sim os “nossos fracassos” e isso não é de todo verdade.

Ao fazeres isto, estás a prejudicar-te… e, com o passar do tempo, começas a sentir frustração e desmotivação. Estou certa?

Para não deixares que isto aconteça, deves, em primeiro lugar, tomar consciência de todas as tuas conquistas que acumulaste até agora… e eu tenho a certeza que foram muitas…, depois colocares-te em movimento, definires pequenos objetivos e dares passos simples em direção a novas conquistas e, finalmente, tomares consciência que a pessoas que és é capaz de muito mais do que aquilo que inicialmente tu achavas que seria.

Deixa que as tuas vitórias façam parte do teu ADN! Tem orgulho em ti!

Eu sei que tudo isto, que te estou a dizer, não vai acontecer automaticamente. Assim sendo, tu precisas de agendar o teu horário a cada noite para refletir sobre o teu dia, lembraras-te das tuas pequenas vitórias, anotá-las (não deixes só na tua mente… escreve) e senti-las.

Este é o segredo psicológico para poderes acreditar mais em ti mesmo – permitindo-te dar tempo para perceberes e sentires, continuamente, as vitórias e possas apreciar os teus esforços, a tua força e o teu momento.

Integra todas as tuas vitórias na tua identidade! Dá-te esse crédito! Tu mereces!

Se fizeres isto, no final do dia vais-te sentir mil vezes melhor.

  1. Obter Feedback

E se mesmo assim, tiveres alguma dificuldade, se mesmo assim continuares a duvidar de ti, pede feedback…, mas, não a qualquer pessoa…

Pede feedback das pessoas que amas e sabes que te amam, das pessoas que te respeitam, que se orgulham de ti e te adoram… são essas que te vão dar o feedback verdadeiro…  😊

Pergunta-lhes: “Em que achas que eu sou bom? O que achas que estou a fazer bem feito? – Porque neste momento, acho que nada está a correr bem… O que achas que faz, de mim, boa pessoa? Em que áreas achas que devo trabalhar para melhorar? Quais as qualidades, que para ti, mais me define?”

Eu não sei qual a situação em que te encontras, não o que está a acontecer para te sentires assim… talvez tenhas vivido a tua vida toda sem receber muitos elogios, talvez sempre tenhas ouvido aquela celebre frase: “quando falhas tens que ser chamado(a) à atenção, mas quando fazer tudo bem, não tens que ser elogiado, porque é a tua obrigação” … A sério? Mesmo? Não imaginas como esta frase me põe fora de mim… E se é esta frase que recebes, então… sinceramente, procura novas pessoas.

Bem, o importante é que ao receberes feedback positivos… recebes aquelas respostas e aquelas palavras que vão-te inspirar, motivar e, mais importante ainda, vão-te direcionar. Acredita, ás vezes, precisamos dessa perspetiva externa e não há mal algum em perguntar e em pedirmos feedback.  

É bom, barato e faz milagres!

  1. Premeia as tuas Emoções

O que é que eu quero dizer com isto?

Sabes aquela sensação que gostarias de sentir se já tivesses atingido tudo o que pretendes? E se tivesses, o que realmente querias sentir todos os dias? Felicidade? Alegria? Diversão? Liberdade?

Agora, presta bem atenção no que te vou dizer: todas essas emoções podem ser geradas, pela tua mente, mesmo que ainda não tenhas concretizado uma realização externa.

Então, nos dias em que te sentes em baixo… aqueles dias em que parece que já não acreditas em nada…  o que podes fazer? Continuares a sentir-te mal? Passares o dia com mau humor, triste e a desaminado(a)? Não! Claro que não!

Vou dizer-te o que faço:

Todas as manhãs, sem exceção, medito, faço afirmações positivas, leio algumas das frases motivadoras que fui registando, ao longo dos anos, em blocos de notas, leio algumas passagens de livros e, também, algumas notas que coloco no meu telefone.

Mas não é só ler, ou passar os olhos na diagonal. Quando o faço, leio em voz alta, com o tom de voz mais apaixonante e feliz que conseguir. E isto, ativa a minha paixão, energia e poder nas minhas emoções.

Então, a melhor coisa que te posso aconselhar é que tires todos os dias um momento para convocares as tuas emoções mais positivas e fortes que, já sentes, ou gostarias de experimentar. Para te ajudar nesta missão, lê uma passagem inspiradora do teu livro favorito, fala em voz alta com emoção e poder real. Tenta fazer isto todas as manhãs e prepara-te, todos os dias, para o teu grande dia.

  1. Ama-te

Claro que tinha que abordar este tema. Aliás, não podia mesmo faltar. Afinal, todos nós somos seres únicos entre as sete bilhões de pessoas neste planeta.

Reconhece e honra-te dessa singularidade!

Deixa a psicologia do problema e passa a viver mais na psicologia da solução. Tu tens um poder enorme dentro de ti. Orgulha-te disso, orgulha-te do teu processo!

Não há problema algum em nos sentirmos orgulhosos e amarmo-nos a nós mesmos. Torna o teu momento de agora, num momento de gratificante.

E agora vou dizer-te algo que, possivelmente até já saibas: a melhor forma de te amares e de te orgulhares, ainda mais, daquilo que já és, é ajudares outras pessoas, também elas, a desenvolverem-se e a sentirem-se realizadas.

E, quando as mesmas, te dão o seu feedback e se sentem gratas por tudo o que fizeste por elas, vais acabar por integrar todos esses pensamentos positivos na tua própria identidade, que, por sua vez, vai fazer com que os teus novos impulsos para continuar em movimento aumentem, as tuas emoções positivas multiplica-se e, consequentemente, vais-te amar mais.

Lembra-te: é o teu desejo de melhorar que te vai fazer decidir (sim, tudo é uma decisão) chegar onde desejas chegar.

Ama-te!

Fala comigo no messenger.
Vou adorar saber o que fazer e o que te falta para dares aquele passo em frente e elevares o teu negócio e a tua vida até ao próximo nível.

Subscreve Para Receberes Conteúdos Fantásticos no Teu Email

Se gostaste deste artigo, tenho a certeza que também vais gostar:

 

O conteúdo 5 Passos Para Acreditares Mais em Ti e nas Tuas Capacidades aparece primeiro em Monica N Vicente.